CD ACOLHIDA

Anúncio

FAÇA AQUI SUA PESQUISA

sábado, 2 de agosto de 2014

As técnicas mais utilizadas para enrolar uma aula


Você já chegou numa sala de aula, e saiu com aquela nítida impressão de que: “hummm eu acho que esse professor tá meio no enrolation“? Creio que irá se identificar com este artigo!
Pretendo aqui tentar desvendar as diversas técnicas “espertinhas” de professores que não prepararam suas aulas (ou preparam mal) 

1 – A técnica “me engana que eu gosto”

O professor faz generalizações óbvias sobre um tema, não cita fontes em hipótese nenhuma, e/ou joga o abacaxi para a sala ao ser questionado de algo que não sabe. “Humm então, o que é materialismo histórico dialético? Quem pode dizer isso primeiro? Quero ouvir vocês”. E aí, a partir das falas dos alunos, vai concordando, acrescentando frases de efeito e construindo assim sua “resposta”.

2 – A técnica “dou somente seminários pois sou moderno”

Para legitimar o fato de que ele NUNCA irá dar uma aula expositiva, afinal isto é um recurso “atrasado” , “tradicional” demais, ele adota a famosa técnica dos SEMINÁRIOS. Que para este tipo de professor, nada mais são do que rodinhas em que alunos apresentam interminavelmente um tema, de preferência que o professor não saiba muito, e tudo será passado como a fiel verdade, em nome de uma aula que “dialoga com os saberes dos alunos, tornando-os protagonistas do saber”. Ao final, os alunos farão comentários vagos sobre a apresentação dos colegas, o professor irá concordar com todos, vai afirmar que “rendeu muito a discussão” e possivelmente acabará a aula uns 30 minutos antes.

3 – A técnica “lançando polêmica para salvar a aula”

Esta técnica é simples: consiste em vc jogar um assunto fervente na pauta da sala, e deixar o pau quebrar!! O professor é apenas um mediador entre o caos e a ordem, evitando que alunos de diferentes visões não se matem! O professor com isso, se livra do fato de que preparou uma aula superficial de 20 minutos, que acabou em 10 minutos, e ainda falta 1 hora!! Mas ao lançar a polêmica, argumenta de que está discutindo o conteúdo. De fato isso é proveitoso e útil, o problema é que esse tipo de professor quando costuma lançar uma polêmica desvinculada com o tema da aula, acaba fazendo da discussão quase toda a aula, mediando de forma a não contribuir para a real troca de idéias. Acaba virando um samba maluco em que cada um joga qualquer coisa na base do “vamo que vamo”.

4 – A técnica “vou colocar vídeos e falar que uso recursos didáticos”

Também uma técnica muito utilizada, o professor recheia sua aula com milhares de vídeos… e aqui vale tudo: motivacionais do youtube, palestras longas de especialistas, trechos de filmes, documentários. Geralmente acompanhados de pouco tempo para discussão dos vídeos, ou discussões superficiais, em que o professor limita-se a ouvir o que “cada um achou mais legal”. Técnica fundamental para o professor que mal preparou a aula e ainda passa a impressão que ficou horas ali selecionando rigorosamente vídeos para acrescentar a aula teoricamente dada.
Texto escrito por Márden de Pádua – Mestrando em Educação da PUC/MG/ adaptado 

Recomendo Curso de Pedagogia Hospitalar Recomendo Curso de Educação Infantil

Comente com o Facebook:

Receba nossas postagens