CD ACOLHIDA

Lindas camisetas de Pedagogia(CLIQUE NA FOTO)

FAÇA AQUI SUA PESQUISA

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Dicionário da Pós-Graduação

Foto: Marcos Santos/USP
Em dúvida sobre algum termo da Pós-Graduação? O Pós-Graduando pública os primeiros verbetes do “Dicionário da Pós-Graduação”. Aviso importante: este artigo NÃO é recomendado para pessoas sensíveis, carentes, revoltadas, falsos-moralistas ou com sérios problemas de senso de humor.
ABNT: conjunto de normas criadas para serem solenemente ignoradas por todos os periódicos nacionais, que insistem em elaborar normas próprias.
Acochambrar: ato antiético de fazer com que aquela análise teimosa torne-se significativa estatisticamente por meios escusos.
Amor: sinônimo de tese ou dissertação.
Conclusão: o ponto onde você ficou cansado de pensar.
Confiança: aquele sentimento que você tem antes de compreender completamente a situação.
E-mail: correspondência virtual que você envia ao seu orientador na inocente esperança que ele leia.
Especialista: profissional que lhe diz uma coisa simples, de maneira confusa, de forma a fazer você pensar que a confusão é sua.
Estatística: método sistemático para se ter uma conclusão errada com 95% de confiança.
Experiência: conhecimento que permite que você reconheça um erro quando o comete novamente.
Felicidade: é ter o que fazer.
Férias: algo que você tinha no ensino médio e que agora você nem se lembra mais o que é.
Hierarquia: poder que seu orientador é obrigado a exercer para que você consiga defender dentro do prazo.
Hipótese: uma coisa que não é, mas a gente faz de conta que é, pra ver como seria se ela fosse.
Ironia: insulto fantasiado de elogio.
Laboratório: primeira casa de todo pós-graduando.
Lattes: um Orkut com complexo de superioridade e que não é bloqueado no computador da faculdade.
Lucidez: realidade causada pela falta de álcool.
Mestrado: curso que você precisa para poder prestar certos doutorados. E só.
Método: procedimento utilizado para fazer com que a ficção científica deixe de ser ficção.
Opinião: algo que a gente dá e que, às vezes, apanha.
Orientação: forma remunerada de descontar em outras pessoas seus problemas pessoais.
Paciência: virtude que permite você esperar seu orientador corrigir seu artigo sem cair na tentação de cobrá-lo.
Parente: pessoa que adora perguntar quando você vai começar a trabalhar “de verdade”.
Personalidade: aquilo que uma pessoa tem quando não está precisando do emprego.
Pesquisador: pessoa que, partindo de premissas falsas, consegue chegar a conclusões perfeitamente equivocadas.
Preguiça: hábito de descansar antes de estar cansado.
Relatório: melhor forma de perder tempo escrevendo algo que ninguém vai ler.
Sarcasmo: aquele “Boa Sorte” que alguns professores colocam no final da prova.
Senso de humor: sentimento que faz você rir daquilo que o deixaria louco de raiva se acontecesse a você.
Teimosia: orgulho de ser burro.
Vida social: esse verbete não existe no dicionário da pós-graduação.
Fonte: posgraduando.com
Recomendo Curso de Pedagogia Hospitalar Recomendo Curso de Educação Infantil

Comente com o Facebook:

Receba nossas postagens