CD ACOLHIDA

Lindas camisetas de Pedagogia(CLIQUE NA FOTO)

FAÇA AQUI SUA PESQUISA

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Autismo surge no útero da mãe, diz pesquisa




Apesar de não ser conhecido com certeza causa do autismo, estudos têm mostrado que há uma interrupção no desenvolvimento do córtex cerebral dessas crianças; que ocorre quando ainda no útero da mãe. 
Autismo, entre outros distúrbios do desenvolvimento, é uma condição que é gerado no útero, portanto, durante o período inicial da gravidez. É uma doença neurológica que leva à dificuldade para se relacionar com outras pessoas, as dificuldades de comunicação, em reação a certos estímulos sensoriais, entre outros.
Pesquisadores da Universidade da Califórnia, Escola de Medicina de San Diego e do Instituto Allen para a Ciência Cerebral, analisou 25 genes no tecido cerebral de crianças (falecidos) que tinham autismo. Isto ajudou a descobrir que os genes foram biomarcadores em células cerebrais das seis camadas da casca, que são formados durante a gravidez; No entanto, em crianças com autismo, o desenvolvimento destas camadas não é completa devido à ausência destes biomarcadores. 
Isso significa que, durante o desenvolvimento precoce do cérebro, cada camada do córtex gera as suas próprias células com os seus respectivos padrões de ligações, que adquirem funções específicas para processar todos os tipos de informações; consequentemente, também lidar com diferentes "marcadores genéticos". No entanto, em crianças com autismo, estes "marcadores genéticos" estão ausentes em células cerebrais de diferentes camadas do córtice. 
Dr. Ed Lein, o Instituto Allen em Seattle, explica: "A coisa surpreendente sobre a pesquisa é a similaridade do processo de desenvolvimento do cérebro em quase todas as crianças autistas, especialmente quando os sintomas em pacientes autistas são diversas, e porque a complexidade genética do distúrbio. "
Isto pode ocorrer devido à falta de estas células não é uniforme ao longo dos córtices cerebrais. Portanto, dependendo de onde o fenômeno acontecer, sintomas diferentes podem surgir. Por exemplo, no córtex frontal, está associada com as funções de comunicação e relações interpessoais; enquanto o córtex temporal, com a linguagem. As áreas que são afetadas pelos sintomas do autismo. Isto é de modo a que estas anomalias acontecer por toda a superfície do cérebro. 
Quais são os sintomas do autismo? 
Como mencionado acima, o autismo caracterizada por vários sintomas, o que nem sempre estão presentes. Mas, em geral, as crianças com esta condição tendem a ter dificuldade em interagir socialmente, sendo extremamente sensível a alguns estímulos sensoriais, forte angústia quando eles mudam a rotina, sofrendo de ecolalia (repetição de uma palavra ou frase não) fez movimentos corpo repetitivos, eles podem se comunicar com gestos em vez de palavras, ter um lento (ou não) o desenvolvimento da linguagem, não se concentra olhar para olhar para objetos na frente dele ou dela, não se refere a si mesmo como um "eu" (por exemplo, em vez de dizer "eu quero comer", diz: "Sara quer comer"), mostra uma falta de empatia (não porque querem, mas porque não pode), não responde ao contato com os olhos dos outros, é a ansiedade sobre ruídos altos, escolhe jogos solitários ou ritualísticas, etc .. 
Segundo os cientistas, o autismo não é uma doença; portanto, as crianças autistas têm melhorado quando recebem precoce e tratamento adequado. Até mesmo os estudos indicam que a intervenção médica provavelmente pode ajudar as crianças autistas podem gerar biomarcadores desaparecidos, e impedir a desordem. 

Tradução: Victor Lima

Recomendo Curso de Pedagogia Hospitalar Recomendo Curso de Educação Infantil

Comente com o Facebook:

Receba nossas postagens