CD ACOLHIDA

Anúncio

FAÇA AQUI SUA PESQUISA

sexta-feira, 4 de julho de 2014

O que não pode faltar na creche e na pré-escola?











Você, que atua na Primeira Infância, na área da Educação, sabe como são importantes as experiências vivenciadas pela criança pequena na creche e na pré-escola. É por isso que esses espaços educativos precisam garantir oportunidades de qualidade para que o menino e a menina possam desenvolver suas habilidades, próprias aos primeiros anos de vida.
O site “Educar para Crescer” publicou uma matéria sobre o que uma creche deve oferecer à criança pequena. Achamos bem interessante e por isso compartilhamos com você algumas reflexões adaptadas daquele conteúdo para aprimorar o seu trabalho na educação infantil.
Já sabemos que os primeiros três anos de vida do ser humano são essenciais, especialmente quando relacionados ao aprendizado. A criança é curiosa, quer descobrir o mundo e precisamos oportunizar espaços qualificados para que isso aconteça. As descobertas acontecem, nessa fase, por meio do uso dos sentidos, do corpo, da linguagem verbal e da imitação. Por isso, a creche e a pré-escola têm de garantir:

Brincadeira – a imitação é uma prática da criança desde bebê. Ela olha o adulto e tenta fazer igual, com gestos e caretas. Aos dois anos ela continua imitando o que vê, guardando gestos na memória, encaixando-os em outras situações. Estimular a imitação é importante, mas vale ir além, propondo ações físicas que possibilitam sensações e desafios motores. Alguns brinquedos são muito apreciados pelas crianças nessa etapa e podem compor o arsenal de opções do espaço educativo: peças de montar, encaixar, jogar e empilhar, brinquedos que fazem barulho, mas, sempre cuidando para que não tenham peças pequenas, que a criança possa engolir. O espaço também precisa ser acolhedor e seguro. Áreas ao ar livre são essenciais para a brincadeira, que deve fazer parte da rotina diária da criança na escola.

Linguagem oral – o bebê, aos emitir urros, gritos ou fazer gestos, está tentando comunicar-se. Mesmo com pouco vocabulário, as crianças menores tentam interagir também. Cabe ao educador estar atento a tudo isso e reconhecer a intenção comunicativa dessas manifestações, respondendo a cada uma, ajudando a promover a interação do grupo. Para potencializá-la, valem as cantigas de roda, parlendas e outras canções que favoreçam o contato e a brincadeira com as palavras e que estimulem a sonoridade. Falar sobre as preferências de cada um para temas diversos (brincadeiras, passeios, música, jogos, desenho animado) e trocar informações sobre as famílias também são atividades que estimulam o desenvolvimento da linguagem oral, além de ajudar no aprender a ouvir, discutir regras e argumentar. As rodas de conversa também devem fazer parte da rotina diária da escola.

Fonte: http://www.desenvolvimento-infantil.blog.br/o-que-nao-pode-faltar-na-creche-e-na-pre-escola/
Recomendo Curso de Pedagogia Hospitalar Recomendo Curso de Educação Infantil

Comente com o Facebook:

Receba nossas postagens